Cuidados após a transferência de embriões: o que pode ou não fazer

Cuidados após a transferência de embriões: o que pode ou não fazer

Cuidados após a transferência de embriões: o que pode ou não fazer

Banner Sonhar Juntos

Chegado um dos dias mais esperados do tratamento, após realizar a fertilização in vitro (FIV): a transferência embrionária. Tendo concluído o procedimento e depois de muita preparação, eis que surgem dúvidas de quais cuidados devem ser tomados. 

Existem vários mitos a respeito do que pode ou não ser realizado e quais as precauções após a transferência de embriões. Continue a leitura e entenda quais as recomendações após a realização da transferência embrionária! 

Etapa de transferência do embrião 

A transferência embrionária é a última etapa da FIV. Depois da estimulação ovariana por meio de medicamentos hormonais, a captação dos óvulos e a fertilização dos embriões em laboratório, os embriões são transferidos para o útero. 

A transferência é um procedimento indolor e tranquilo, costuma durar cerca de 15 a 20 minutos e logo após a mulher é liberada. O objetivo desse procedimento é inserir os embriões de forma eficiente na cavidade uterina, sendo necessário o preparo do endométrio para a sua realização.

É necessário fazer repouso após a transferência?

Não há nenhuma comprovação científica de que o descanso auxilie de alguma forma no processo de implantação do embrião.

Esse é um dos maiores mitos após a transferência embrionária. Assim como numa gestação natural, não existe nenhuma maneira dos embriões se deslocarem, pois eles ficam “aprisionados” no endométrio da mulher.

O descanso pode oferecer benefícios emocionais, no sentido de trazer conforto e segurança após o procedimento, no entanto, não interfere nas chances de sucesso. 

Além disso, o repouso em excesso pode ser até prejudicial para a paciente, pois pode provocar, de maneira desnecessária, sentimentos de ansiedade e angústia. Logo tente apenas relaxar e pensar de forma positiva! 

Banner Infográfico dicas

Posso fazer exercícios físicos após a transferência? 

Outro ponto de dúvida após a transferência de embriões é em relação às atividades físicas. 

Essa questão depende muito de cada paciente. Em geral, se os exercícios físicos já forem parte da sua rotina, ou caso sejam iniciados nessa fase e forem de leve intensidade, como yoga, alongamentos, hidroginástica, podem ser realizados sem nenhum problema. É importante antes conversar com o seu médico, pois cada organismo pode reagir de um jeito diferente. 

Muitas pacientes possuem dúvidas se podem fazer compras, voltar ao trabalho ou exercer outras atividades no dia do procedimento, e sim, essas atividades podem ser realizadas normalmente, pois não alteram a eficiência do procedimento. 

E quais os cuidados tomar com a alimentação?

É extremamente importante manter uma dieta saudável durante todo o procedimento, pois o estilo de vida  e a alimentação adequados são essenciais para alcançar o tão sonhado positivo. 

No entanto, nesse dia, após a transferência embrionária, os seus hábitos alimentares não precisam ser modificados – mas de forma alguma consuma bebidas alcoólicas. 

Posso realizar relações sexuais nesse período? 

O recomendado é que a vida sexual do casal continue normalmente, não há qualquer restrição e nenhum risco para o sucesso do procedimento. 

Posso pintar o cabelo após a FIV? 

Essa também é uma dúvida comum de pacientes após a FIV. Não está permitido utilizar produtos químicos nos cabelos, principalmente nas primeiras 12 semanas. Após esse período é recomendável ver a orientação do obstetra que faz seu seguimento. 

E quanto às medicações?

É importante mencionar ao médico quais medicamentos você utiliza antes do procedimento para que possam ser ajustadas. Se houver necessidade de alguma medicação após transferir, as recomendações são as mesmas dadas para as gestantes. Pergunte antes de utilizar! Reforçamos que a automedicação em qualquer momento não é recomendada. 

E você, ficou com mais alguma dúvida sobre quais cuidados após a transferência de embriões adotar? Aproveite e deixe nos comentários que responderemos assim que possível!

ebook taxas de sucesso
mm

Dra. Rebecca Pontelo

Médica Ginecologista - CRM 123.481 Curso Superior de medicina na Universidade Federal do Espírito Santo - 1999 a 2005 Residência médica em Ginecologia e Obstetrícia na FMRP-USP - 2006 a 2009 Especialização em Reprodução Humana pela FMRP-USP - 2009 a 2010 Tìtulo de especialista em Ginecologia Obstetrícia pela Febrasgo em 2009
Perfil no Doctoralia

Deixe um comentário

Perfil no Doctoralia
Perfil no Doctoralia