Como descobrir se sou infértil?

Como descobrir se sou infértil?

Como descobrir se sou infértil?

Banner Sonhar Juntos

Chegou o tão sonhado momento de engravidar. Após muitos planos e várias tentativas, o resultado positivo não veio tão rápido como o esperado?

Muitas vezes é apenas neste momento que um casal pode se questionar se é infértil. A infertilidade é uma condição que pode afetar tanto a mulher quanto o homem, por isso é essencial que o casal investigue a situação.

A chance de engravidar a cada ciclo menstrual é de em média 15% para um casal fértil. Muitas vezes, mesmo quando está tudo normal, ainda pode levar um longo período até o casal engravidar.

Se você já se perguntou: ‘será que sou infértil?’, este artigo foi escrito para você. Confira abaixo as informações sobre este tema que preparamos.

Como saber mais sobre a infertilidade do casal?

Sempre destacamos aqui no blog do CEFERP que o quadro de infertilidade em casais é um tema muito amplo que possui diversos fatores envolvidos, por isso o acompanhamento de um profissional de reprodução humana para a investigação é muito importante.

Primeiramente, vamos entender qual a definição de infertilidade de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS): “A infertilidade caracteriza-se pela ausência de gravidez após um ano de vida sexual ativa, sem o uso de métodos contraceptivos”. Considera-se o período de 12 meses, ou,  para mulheres acima dos 35 anos (segundo estatísticas reforçadas por observações epidemiológicas), 6 meses.

Logo, o tempo de tentativas é muito importante quando analisamos fatores relacionados à fertilidade do casal.

Cerca de 15% dos casais são inférteis, segundo a OMS. No entanto, com acompanhamento e tratamento em muitos casos é possível que consigam ter filhos.

Por tanto, para investigar mais sobre a infertilidade, o casal deve procurar ajuda especializada para saber quais os motivos que estão dificultando a gravidez.

Possíveis motivos que levam a infertilidade conjugal

Saiba que a questão ‘será que sou infértil?’ não é tão fácil de ser respondida pois, como falamos acima, a infertilidade pode estar relacionada à infertilidade masculina, feminina ou em alguns casos ambos.

Banner Infográfico dicas

A infertilidade pode gerar desânimo, frustração e até mesmo problemas emocionais entre o casal.

É preciso ter paciência e tranquilidade, além de buscar uma ajuda especializada para que seja realizado o diagnóstico preciso.

Existem vários fatores que podem influenciar quando falamos sobre infertilidade. Entre os mais comuns estão:

Todos estes fatores podem afetar a concepção e a gravidez. O casal só deixará de ser considerado infértil quando uma gestação consiga ser levada adiante.

No caso de uma interrupção ou mesmo abortos de repetição, o casal permanece sendo considerado infértil.

Quais exames podem ser solicitados para detectar a infertilidade?

Ao procurar um especialista em reprodução humana, o profissional irá indicar para o casal alguns exames que podem detectar possíveis condições que levam à infertilidade. Entre eles estão:

  • Avaliação da ovulação: avalia se a mulher ovula ou não. Existem casos em que ela não ocorre em todos os ciclos, isso é avaliado através da história clínica e outros exames, se necessários.
  • Dosagens hormonais: os principais hormônios presentes no ciclo menstrual são FSH, estradiol, LH e progesterona. Podemos pedir alguns desses ou outros hormônios para medir a reserva ovariana, indiretamente, além de avaliar se ocorreu a ovulação ou diagnosticar outras condições.
  • Histerossalpingografia: este exame busca detectar alterações tubárias, como obstruções e dilatações.
  • Espermograma: esse exame é solicitado com o objetivo de avaliar a qualidade do sêmen. Serão avaliados o número de espermatozoides por mililitro, sua motilidade e morfologia.

Outros exames também podem ser solicitados com essa finalidade, buscando rastrear doenças infecciosas, trombofilias e alterações genéticas.

Existe tratamento para a infertilidade?

A infertilidade conjugal é uma realidade, mas muitas vezes pode ser revertida ao buscar ajuda especializada.

O tratamento será indicado conforme o diagnóstico feito na investigação da infertilidade. Por exemplo, se houver alguma condição tratável, é realizado o tratamento para que assim o casal tente a gravidez novamente.

Em alguns casos é preciso recorrer a técnicas de reprodução assistida como a fertilização in vitro (FIV), inseminação artificial ou intrauterina (IA ou IIU) e relação sexual programada (RSP), em que as chances de gravidez são maiores.

Se você ainda possui dúvidas sobre a questão: ‘será que sou infértil?’ deixe sua

Está com dificuldades para engravidar? Entre em contato conosco e agende uma consulta. O CEFERP é a única clínica de reprodução humana da América Latina que possui o certificado de Acreditação Qmentum Internacional que se trata de um padrão de excelência global entre organizações de saúde que priorizam a segurança do paciente.

ebook taxas de sucesso
mm

Dra. Rebecca Pontelo

Médica Ginecologista - CRM 123.481 Curso Superior de medicina na Universidade Federal do Espírito Santo - 1999 a 2005 Residência médica em Ginecologia e Obstetrícia na FMRP-USP - 2006 a 2009 Especialização em Reprodução Humana pela FMRP-USP - 2009 a 2010 Tìtulo de especialista em Ginecologia Obstetrícia pela Febrasgo em 2009
Perfil no Doctoralia

Deixe um comentário

Perfil no Doctoralia
Perfil no Doctoralia