Saiba quando procurar uma clínica de reprodução humana!

Saiba quando procurar uma clínica de reprodução humana!

Saiba quando procurar uma clínica de reprodução humana!

A aquisição da casa própria, a estabilidade financeira e a concretização da viagem dos sonhos são conquistas que os casais buscam juntos. Mas tem uma que costuma ser a mais especial de todas: a chegada dos filhos. No entanto, o sonho de ter um bebê pode enfrentar dificuldades em razão de diversos fatores que influenciam na fertilidade. Nessa hora, a melhor atitude a tomar é procurar uma clínica de reprodução humana!

Para obter sucesso no tratamento e realizar o grande desejo da chegada de mais um integrante na família, alguns cuidados devem ser levados em consideração. Com o objetivo de ajudá-la no caminho da gravidez, elaboramos este post com dicas imperdíveis. Confira!

Veja quando procurar uma clínica de reprodução humana

Os tratamentos para engravidar podem ser necessários tanto por motivos médicos (como infertilidade e estudo genético embrionário por alterações dos cromossomos paternos, por exemplo) quanto por questões não médicas (casais homoafetivos, produção independente e preservação da fertilidade, entre outros).

Segundo a American Society for Reproductive Medicine (ASRM) e a European Society of Human Reproduction and Embryology (ESHRE), a investigação de possíveis problemas de fertilidade deverá ser realizada nos seguintes cenários:

Futuras mamães

Mulheres com menos de 35 anos e que não tenham doenças ginecológicas podem aguardar até 12 meses para engravidar, desde que tenham relações sexuais regulares (duas vezes ou mais por semana) e que não utilizem nenhum método anticoncepcional no período.

Aquelas com mais de 35 anos, com alguma doença ginecológica ou, ainda, mulheres cujo parceiro apresenta algum problema no espermograma necessitam procurar um especialista em infertilidade se, após seis meses de tentativas, não conseguirem engravidar espontaneamente.

Algumas alterações justificam tratamento imediato para infertilidade, não sendo necessário aguardar por tanto tempo. É o caso de mulheres que foram submetidas a laqueadura tubária, por exemplo.

Futuros papais

Homens com alterações leves no espermograma devem procurar um especialista em infertilidade em seis meses, caso suas parceiras não consigam engravidar neste período. Assim como no caso das mulheres, também há algumas situações que justificam tratamento imediato para infertilidade, tais como alterações importantes na quantidade e motilidade dos espermatozoides, homens que foram submetidos a vasectomia ou, ainda, com ausência de espermatozoides no sêmen ejaculado.

Situações não médicas

Casais homoafetivos (tanto para homens quanto para mulheres)

O casal deve procurar uma clínica quando deseja ter um bebê. Para os casais femininos, é necessário recorrer ao banco de sêmen. Os casais masculinos necessitam de oócitos de doadora anônima e do suporte de uma familiar (até quarto grau) para gerar o bebê , o chamado útero de substituição.

Produção independente masculina e feminina

Para a mamãe independente, é necessário obter sêmen de doador e, no caso dos papais, o tratamento é realizado com óvulos doados e apoio de uma familiar (até quarto grau) para gerar os bebês.

Doenças hereditárias

Casais que tenham histórico familiar de doenças hereditárias podem contar com a reprodução humana assistida para realizar o sonho da gestação de forma saudável após a realização do teste genético pré-implantacional para doença monogênica (PGT-M).

Esse tipo de tratamento é indicado para famílias em que, pelo menos, um dos pais tem diagnóstico de doença genética ou se existem casos de doenças hereditárias na família. Também se aplica quando existe histórico de nascimento de um bebê com alguma doença genética que possa se repetir em outros filhos do mesmo casal.

Preservação da fertilidade

Outra situação para recorrer a um especialista em fertilidade é o congelamento de espermatozoides, óvulos ou embriões com o intuito de postergar a gestação. Todas as situações acima descritas que tenham relação ou não com a infertilidade estão descritas e autorizadas do ponto de vista ético na resolução nº 2.168/2017 do Conselho Federal de Medicina (CFM) nº 2.168/2017.

Saiba como escolher a clínica de reprodução

Uma clínica de reprodução humana deve estar preparada para oferecer todos os tipos de tratamento, incluindo não só aspectos biológicos (físicos), mas também aqueles relacionados a fatores psicológicos que envolvem o processo de realização do sonho de ter um bebê.

Afinal, os tratamentos para infertilidade não incluem somente técnicas complexas: algumas vezes, otimizar a fertilidade natural e promover mudanças no estilo de vida pode ajudar a realizar a tão sonhada gravidez. Observe, a seguir, alguns pontos fundamentais:

Qualidade da equipe

Uma clínica de reprodução humana precisa ter uma equipe engajada para proporcionar a melhor experiência e resultado para os futuros pais. Além da formação técnica e científica especializada, o médico deve estar preparado para ouvir cada detalhe e estar disponível para esclarecer dúvidas.

A medicina baseada em evidências deverá ser aplicada no contexto prático com adaptações para cada cenário clínico específico. Hoje não se deve seguir padrões ou protocolos rígidos, mas sim aplicar a medicina personalizada, um quesito exigido pelo avanço da ciência mundial. Lembre-se: o médico não deve ser paternalista (limitar a autonomia ou liberdade do casal) e deverá atender a demanda de cada pessoa após todo o aconselhamento necessário.

Transparência nos resultados

Avalie se a clínica apresenta informações semelhantes àquelas disponibilizadas pelas grandes sociedades internacionais (RED LARA, ESHRE e ASRM). As melhores taxas no mundo giram em torno de 30-60% e qualquer informação além destes resultados deve ser analisada com cautela. Fujam de clínicas com resultados “mágicos”!

Informações na internet

Cuidado! A maioria dos grupos de mídias sociais (como WhatsApp, Facebook, entre outros) é composto por pessoas que enfrentaram ou enfrentam uma longa jornada na busca da realização do sonho de ter um bebê, com múltiplos tratamentos sem sucesso. Quem engravida, na maior parte das vezes, não permanece nestes grupos e a experiência fica distorcida.

Além disso, cada caso tem sua particularidade, mesmo que o cenário clínico seja semelhante. Por exemplo: duas mulheres podem ter endometriose com potencial reprodutivo diferente. O mais importante é discutir com o médico de sua confiança se algum procedimento ainda não realizado poderá agregar benefícios no seu caso.

Tecnologia

Descubra se a clínica acompanha o avanço tecnológico e se informe sobre os possíveis benefícios que a tecnologia pode trazer para o seu caso.

Equipe multiprofissional

Uma família unida em prol da fertilidade deve permanecer unida na alegria e na tristeza. Por isso, avalie a presença de uma equipe multiprofissional na condução do seu caso. Verifique se você tem acesso ao embriologista e se a equipe está preparada para o suporte em momentos difíceis, tanto do ponto de vista físico quanto emocional.

Valor x custo

Os tratamentos de reprodução humana são realizados por meio de produtos e equipamentos importados, o que pode encarecer o custo do tratamento. Avalie se a clínica pratica os valores de mercado e fuja de opções “milagrosas” com redução do preço abaixo do mercado. Isso porque esses serviços tendem a reduzir o investimento em tecnologia e qualidade dos materiais utilizados no processo da fertilização.

Procure avaliar o valor do procedimento. Por exemplo: você está entre duas clínicas. A clínica A é mais barata, mas não pratica a individualização do seu caso, o profissional exige que você siga as condições impostas pela clínica (momento da transferência, protocolo de medicamentos, exames de rastreamento, etc).

A clínica B tem preço mais elevado, mas a equipe e o médico prestam atendimento personalizado, você tem acesso aos profissionais que estão conduzindo o caso em todas as fases do seu tratamento, os médicos ficam disponíveis inclusive fora do horário comercial, a clínica respeita sua autonomia e dá liberdade para tomada de decisões, o andamento do seu tratamento vai se desenrolando conforme o avanço de cada fase, etc.

O investimento pela segurança, transparência, respeito e bons resultados agrega valor. Assim, sua percepção de preço em relação a clínicas como a do exemplo B acaba sendo menor, pelo fato de a empresa aprimorar a sua experiência.

A reprodução humana deve ser individualizada e a clínica deve atender as necessidades específicas de cada paciente. Uma clínica completa realiza todos os procedimentos dentro do mesmo espaço, possui centro cirúrgico para coleta dos óvulos e laboratório integrados, dando maior segurança e tranquilidade para os casais.

Está na hora de procurar uma clínica de reprodução humana? Então entre em contato com a nossa equipe e agende uma visita!

mm

Prof. Dr. Anderson Sanches de Melo

Médico especialista em Reprodução Humana pelo Hospital das Clínicas da HC FMRP-USP. CRM-SP 104.975
Perfil no Doctoralia
Perfil no Linkedin

Deixe um comentário

Perfil no Doctoralia
Perfil no Doctoralia