A cirurgia da varicocele garante a gravidez?

A cirurgia da varicocele garante a gravidez?

A cirurgia da varicocele garante a gravidez?

Você e seu companheiro estão enfrentando dificuldades para engravidar? Saiba que existem várias questões que podem interferir, tanto na infertilidade masculina quanto na feminina. Um problema comum, que afeta muitos homens e pode causar infertilidade é a varicocele.

A doença, que causa a dilatação dos vasos venosos responsáveis por drenar o sangue que chega aos testículos, pode estará relacionada à redução das chances de gravidez de um casal. Porém, nem sempre quem apresenta o problema enfrenta dificuldades para obter a gestação de forma espontânea.

De qualquer forma, vale a pena investigar. Em grande parte dos casos, a varicocele pode ser diagnosticada em um exame clínico simples. Embora a sua correção cirúrgica não seja uma garantia de que a parceira engravidará, é importante destacar que as chances podem aumentar. Quer saber mais sobre esse problema e como revertê-lo? Então, acompanhe nosso post!

Entenda o que é a varicocele

O sangue que chega aos testículos pelas artérias testiculares precisa ser drenado, o que acontece por outros tipos de vasos, que são as veias. Quando isso não ocorre de maneira correta, a circulação sanguínea no local é prejudicada, favorecendo o surgimento de problemas nos vasos localizados junto aos testículos, especialmente do lado esquerdo devido a fatores anatômicos da vascularização.

A varicocele é causada pelo mesmo tipo de problema que leva à formação de varizes. No entanto, isso não significa que um indivíduo que tem varizes desenvolverá varicocele, e nem que a presença de uma das patologias pode levar ao surgimento da outra.

Normalmente, a varicocele é uma doença congênita, mas que só é identificada por volta dos 10 a 12 anos, quando o menino começa a desenvolver os sinais de puberdade. Em alguns casos, os vasos são bastante visíveis e o diagnóstico clínico é simples para um médico especialista. Em outras situações, são necessários exames complementares, como o ultrassom com Ddoppler.

A varicocele não costuma causar dor, mas quando descoberta ainda no final da infância ou durante a puberdade, a depender dos sintomas apresentados, pode existir recomendação de tratamento cirúrgico em função do risco de prejudicar o desenvolvimento dos testículos. Estima-se que cerca de 8% da população masculina tenha varicocele, embora esse percentual acabe sendo ser maior — 21 a 40% — entre aqueles que procuram clínicas de fertilidade.

Descubra como a varicocele interfere na fertilidade masculina

Como explicamos, nem sempre a doença é identificada durante a infância ou na puberdade. Muitos homens, inclusive, só descobrem que têm varicocele depois de adultos, e não são raros os casos em que já têm filhos, o que indica que não houve um comprometimento tão severo da fertilidade.

No entanto, em casais com dificuldade para conceber, a correção da varicocele pode ser recomendada. Estudos apontam uma melhora de cerca de 70 a 120% nos parâmetros seminais após o tratamento. O tratamento cirúrgico pode eliminar em até 90% as varicoceles, porém, a taxa de melhora nos parâmetros seminais é mais difícil de ser padronizada, pois ainda não há consenso de parâmetros que definiriam melhora nas características do espermograma.

As chances de gravidez após a correção também dependem de outros fatores envolvidos, inclusive relacionados à mulher. cirúrgico, e uma taxa de gravidez de aproximadamente 33 a 46%, em um período de até 12 meses após a cirurgia.

Porém, vale destacar que a correção cirúrgica — ou varicocelectomia — deve ser indicada apenas após a avaliação de outros fatores que possam também interferir na concepção. Muitas vezes, existe um conjunto de motivos, o que leva os profissionais especializados em reprodução assistida a orientar os casais a adotarem outras condutas.

Outro detalhe também diz respeito à idade da mulher. Quando a parceira tem idade superior a 35 anos — e, portanto, pode ter sua fertilidade reduzida por diminuição mais acelerada da reserva ovariana —, normalmente o casal é encaminhado para a reprodução assistida. Isso porque, após a cirurgia para correção da varicocele, é necessário um tempo de seis a nove meses para avaliação de melhora dos parâmetros espermáticos. Consequentemente, é necessário aguardar algum período de tentativas de gestação espontânea.

Em casais não tão jovens ou pacientes cuja reserva ovariana já apresente sinais de comprometimento, esse prazo pode representar uma perda maior da fertilidade, ou redução da quantidade/qualidade dos óvulos da parceira, causando frustração e sentimento de impotência diante do quadro. Assim, cada caso deve ser avaliado com cuidado.

Saiba como identificar a varicocele

A varicocele pode ser assintomática ou estar associada a algumas queixas, como quando o homem sente incômodo ou inchaço na região do testículo, dor ou sensação de peso, percepção visual da dilatação das veias no local ou percebe uma atrofia testicular — esses podem ser indicativos de varicocele. Contudo, mesmo que não existam veias dilatadas aparentes ou tais sintomas, caso o casal esteja enfrentando dificuldades para engravidar, vale a pena consultar um médico e investigar a possibilidade.

Quando o diagnóstico durante o exame clínico é inconclusivo, normalmente, o urologista especialista recorre a um ultrassom com Ddoppler, que permite a visualização da circulação do sangue no local e ajuda a identificar o problema.

Confira como é o tratamento para correção

Existem diversas possibilidades de tratamento para a varicocele, desde o acompanhamento clínico até o tratamento cirúrgico. A escolha do melhor tratamento deve ser individualizada, levando em conta o aparecimento e a severidade de sintomas, a presença ou não de infertilidade, entre outros fatores associados. Em princípio, estima-se que o tratamento cirúrgico elimine mais de 90% das varicoceles.

No entanto, a cirurgia nem sempre é indicada, mesmo nos casos de infertilidade, uma vez que outros fatores que possam comprometer a fertilidade do casal também precisam ser analisados. Quando há necessidade de indicação de correção cirúrgica, podem ser adotados dois procedimentos distintos:

  • a ligadura cirúrgica das veias afetadas, que pode ser feita por via retroperitoneal, inguinal, subinguinal ou laparoscópica, a critério do profissional — o procedimento, normalmente, é feito com anestesia geral e leva cerca de 45 minutos;
  • a embolização percutânea, que consiste na injeção de um material capaz de obstruir a veia afetada.

Ambas as abordagens têm vantagens e desvantagens, devendo a escolha do tipo ideal ser pautada na avaliação individual de cada paciente e na habilidade e experiência do profissional que realizará o procedimento.

A embolização, geralmente, associa-se a menor dor pós operatória, porém esta pode estar associada ao maior risco de retorno do problema, em comparação com algumas técnicas cirúrgicas. Os riscos dos procedimentos são infrequentes.

Já a abordagem cirúrgica é segura e são raros os efeitos adversos. Entre os principais riscos estão a hidrocele — acúmulo de líquido em torno dos testículos, infecção, risco de recorrência e possível dano às estruturas próximas, como as artérias. Os quadros de hidrocele costumam ser transitórios e desaparecem espontaneamente.

Após a cirurgia para correção da varicocele, é importante que o homem realize novo espermograma para verificar se houve alteração no número e na motilidade, ou outros parâmetros dos espermatozoides. Vale ressaltar que esse exame deve ser feito, preferencialmente, em um laboratório especializado em reprodução, para que seja feita uma análise mais minuciosa.

A correção da varicocele é uma opção importante de tratamento quando existe infertilidade masculina, especialmente em situações nas quais os exames das parceiras não apresentem problemas. Porém, vale lembrar que existem situações de infertilidade sem causa aparente, como situações relacionadas à baixa reserva ovariana ou fatores tubários, que podem requerer outros tratamentos. ou mesmo de infertilidade transitória, causada por algum fator ocasional.

Além disso, é necessário deixar claro que, em muitos casos, a infertilidade é multifatorial, o que indica que podem existir outros fatores prejudicando a concepção. Nessa situação, a cirurgia apenas atenuará o problema.

Assim, se após a cirurgia para corrigir a varicocele não houver melhoras significativas no resultado do espermograma ou o casal não consiga atingir a gestação após um período de tentativas — que pode variar de 6 meses a 1 ano, aproximadamente, no período de seis meses, o ideal é que o casal procure uma clínica especializada em reprodução humana. clínica especializada em reprodução humana.

Gostou de nosso post e quer saber mais sobre os fatores que podem levar um casal à infertilidade? Então, deixe seu comentário abaixo com suas principais dúvidas sobre o problema!

mm

Dra. Camilla Vidal

Médica ginecologista com especialização em Reprodução Humana na HCFMRP – USP.
Perfil no Doctoralia

Comentários (2)

  • Avatar

    Elaine

    |

    Depois de 2 espermograma ruins o médico pediu que meu marido procurasse um urologista,sera que o fato dele não aguenta segurar a urina tá relacionado a todo o problema no espermograma?

    Reply

    • mm

      CEFERP

      |

      Oi Elaine,
      Obrigado pelo comentário.
      Para fazer esse tipo de avaliação apenas o especialista (urologista) após realizar exames, procure um médico e tire todas as suas dúvidas.
      Atenciosamente,

      Equipe CEFERP – Centro de Fertilidade de Ribeirão Preto

      Reply

Deixe um comentário

Perfil no Doctoralia
Perfil no Doctoralia