Folículos ovarianos: o que é e qual a importância para a fertilidade?

Folículos ovarianos: o que é e qual a importância para a fertilidade?

Folículos ovarianos: o que é e qual a importância para a fertilidade?

Banner Sonhar Juntos

Os folículos ovarianos são pequenas bolsas de líquido que envolvem em seu interior a célula reprodutiva feminina, conhecida como oócito, armazenando assim, os futuros óvulos.

A mulher já nasce com o seu estoque de folículos completos, pois eles são formados ainda na vida intrauterina e são essenciais para a fertilidade feminina.

Se você quer conhecer mais sobre o que é o folículo ovariano e qual a diferença entre folículo e óvulo, continue a leitura e entenda mais sobre esse elemento fundamental para a reprodução humana.

O que são folículos ovarianos?

Os folículos se encontram nos ovários, são uma espécie de “bolsa”, onde ficam armazenados os óvulos. Estas estruturas são formadas por dois tipos celulares diferentes, com produções hormonais distintas, porém fundamentais para o funcionamento adequado das fases do ciclo reprodutivo.

Através destas células que formam os folículos, eles interagem com os hormônios chamados de gonadotrofinas (FSH e LH). Esta interação complexa permite o crescimento do folículo, o aumento da produção de estrogênio, a resposta ao pico ovulatório e formação do corpo lúteo. Todas estas etapas estão detalhadas e explicadas no nosso artigo sobre o ciclo menstrual, entenda melhor aqui.

Além disso, a produção hormonal dos folículos é importante para o devido preparo do endométrio para receber a possível gravidez.

Cada folículo ovariano armazena um óvulo ou nenhum. Portanto, ao longo do ciclo menstrual, como na maioria dos casos ocorre crescimento de um folículo, isso faz com que seja liberado potencialmente um oócito, diminuindo a possibilidade de gestação múltipla.

Qual a diferença de folículos ovarianos e óvulos?

O termo óvulo é utilizado comumente para designar a célula reprodutiva feminina. A rigor técnico, a nomenclatura correta é oócito, pois o termo óvulo é utilizado para tratar de um estágio bastante transitório, quando de fato já houve a fecundação do espermatozoide com o oócito. No entanto, neste artigo, para facilitar a compreensão e por ser um termo amplamente utilizado, vamos utilizar óvulo como sinônimo de oócito.

A diferença entre os folículos e óvulos, é que os folículos são as estruturas que armazenam o óvulo. Este último é, efetivamente, o gameta feminino. Fazendo uma analogia, os folículos são como pequenas bolsas repletas de líquido (fluido folicular), e que podem conter o óvulo em seu interior. Outra diferença é que os óvulos são constituídos por apenas uma célula, enquanto os folículos ovarianos são estruturas multicelulares, que contêm em seu interior o óvulo.

Banner Infográfico dicas

Quantos folículos em média as mulheres possuem?

Como falamos acima, todos os folículos que constituem a reserva ovariana de uma mulher são formados ainda na fase fetal. Após o nascimento não existe mais a produção de óvulos, eles apenas vão sendo liberados durante os ciclos menstruais com a chegada da fase da puberdade. Ao longo do tempo, os folículos não utilizados passam por um processo de atresia, ou seja, degeneram, o que explica a constante redução da reserva ovariana da mulher.

O número estimado de folículos ovarianos de uma menina recém-nascida é de 1 a 2 milhões, e com a chegada da puberdade este número já está em torno de 300 a 400 mil folículos. Este é um fenômeno inerente ao organismo da mulher, e não é possível adotar estratégia para parar esse gasto.

A cada ciclo menstrual estima-se que em torno de mil óvulos degenerem, e a qualidade dos óvulos também tende a diminuir até a chegada da menopausa, quando a fertilidade da mulher se encerra. Por isso a importância de uma adequada avaliação da reserva ovariana e discutir a possibilidade de preservação da fertilidade nos casos em que não haja previsão de tentar engravidar. Entenda mais sobre a preservação da fertilidade neste texto do nosso site!

Qual a relação do folículo ovariano com a fertilidade feminina?

O estoque de folículos é o que é chamado tecnicamente de reserva ovariana, que será consumido pelo organismo da mulher ao longo de sua vida, até que se chegue ao fim, na menopausa.

Dessa forma, a relação dos folículos ovarianos com a fertilidade feminina é direta, pois a integridade dessas estruturas é fundamental para o processo do sistema reprodutor da mulher, envolvendo a formação e liberação das células reprodutivas femininas (os óvulos). A redução dos folículos ovarianos com o passar do tempo, portanto, significa a redução da reserva ovariana da mulher. Porém, é importante tomar muito cuidado na interpretação do diagnóstico de baixa reserva ovariana, pois ele não significa infertilidade de forma isolada, e não podemos confundir o conceito de redução progressiva do estoque de óvulos da mulher com o diagnóstico da baixa reserva ovariana.

Qual a importância dessas estruturas para a reprodução assistida e gestação?

Os folículos ovarianos assumem um papel muito importante nas técnicas de reprodução assistida, pois fazem parte da etapa inicial, em que são estimulados por meio de medicações. Esta etapa é conhecida como estimulação ovariana.

A estimulação ovariana acontece por meio dos medicamentos hormonais e tem o objetivo de induzir a ovulação ou aumentar o número de óvulos maduros disponíveis no mesmo ciclo. O protocolo de tipo e dose das medicações utilizadas dependerá da técnica de tratamento indicada, podendo ser FIV (fertilização in vitro), namoro programado e IA (inseminação artificial).

Por isso, os tratamentos costumam iniciar na menstruação, para que seja realizada a contagem dos folículos por meio da ultrassonografia transvaginal logo no início do ciclo e, com isso, avaliar o potencial de resposta dos ovários ao tratamento no ciclo em questão.

Gostou do artigo sobre folículo ovariano? Ficou alguma dúvida? Deixe nos comentários abaixo que responderemos assim que possível!

ebook taxas de sucesso
mm

Dra. Camilla Vidal

Médica ginecologista com especialização em Reprodução Humana na HCFMRP – USP. CRM-SP 164.436
Perfil no Doctoralia
Perfil no Linkedin

Deixe um comentário

Perfil no Doctoralia
Perfil no Doctoralia