fbpx

Ceferp | Centro de Fertilidade Ribeirão Preto - Reprodução Humana

Cabeçalho

Qmentum Oncofertility

Conheça 7 tipos de tratamentos para engravidar disponíveis no Brasil

A reprodução assistida vem ajudando milhares de pessoas a realizarem o sonho de ter filhos e formar uma família — e embora esta ainda seja uma das principais metas pessoais dos brasileiros, muitos adiam esses planos por questões profissionais, financeiras e de relacionamento, acabando por encontrar dificuldades para engravidar naturalmente.

O processo de reprodução humana assistida é um conjunto de técnicas que visam aproximar artificialmente os gametas feminino e masculino — óvulos e espermatozoides — por meio da manipulação de, pelo menos, um deles e dos meios de fecundação. Dessa maneira, são criadas as condições ideais para propiciar a gravidez.

Seja por doenças que prejudicam a fertilidade, ou mesmo pelo processo natural de envelhecimento, cada vez mais casais buscam ajuda médica. Ao longo dos últimos anos, a medicina desenvolveu diferentes tratamentos, capazes de ajudá-los a conseguir a sonhada gravidez. Conheça um pouco mais sobre eles neste post!

Técnicas de reprodução assistida disponíveis no Brasil

Dos procedimentos mais simples, como o coito programado, aos procedimentos de alta complexidade, que promovem a junção dos gametas em laboratório, são oferecidos no país muitos tratamentos de reprodução humana. Veja a seguir alguns dos mais relevantes!

1. Namoro programado

Método simples em que a mulher passa por um tratamento de estimulação ovariana por meio de medicamentos (hormônios que induzem o crescimento e amadurecimento dos folículos, que contém um óvulo cada).

Após o acompanhamento do desenvolvimento folicular por ultrassonografia, é chegada a hora de induzir a ovulação. A relação sexual deve ocorrer até 36h após a injeção de HCG — hormônio que promove a liberação do óvulo.

2. Inseminação Intrauterina (IIU)

Consiste na colocação de espermatozoides capacitados na cavidade uterina durante o período de ovulação (também estimulada por medicações e monitorada por ultrassonografia), favorecendo a ocorrência da fecundação natural dentro da tuba uterina. Por esta razão, é necessário que pelo menos uma das trompas seja normal.

O procedimento é simples e rápido, o esperma coletado sofre uma capacitação dos espermatozoides — seleção daqueles com formato e mobilidade normais — e uma amostra com quantidade desejável de gametas de qualidade é introduzida através da vagina por meio de um cateter fino de plástico.

Trata-se de um tratamento popular devido à sua efetividade e custo mais baixo, e é indicado como opção inicial quando há alteração leve no espermograma e quando a mulher apresenta dificuldades para engravidar sem causa específica. A estimulação ovariana é comumente realizada, da mesma forma que na relação programada, aumentando as chances de sucesso.

3. Fertilização in vitro (FIV)

Esta é considerada uma técnica mais complexa, uma vez que a fecundação do óvulo pelo espermatozoide acontece fora do corpo, ou seja, no laboratório. O tratamento ocorre em diversas etapas, começando pela estimulação ovariana, coleta dos óvulos e do sêmen, fertilização e transferência do embrião, ou embriões, para o útero.

FIV é indicada em muitos casos, tanto de infertilidade feminina como masculina, como laqueadura, vasectomia, obstrução tubária, baixa reserva ovariana, espermograma alterado, idade avançada da mulher, endometriose, ou ainda, quando tratamentos iniciais falharam repetidas vezes.

No que se refere à fertilização, a técnica pode ser classificada de duas formas:

Clássica

Quando a fertilização do óvulo pelo espermatozoide in vitro ocorre de forma natural. Ou seja, são colocados juntos, em um meio de cultura propício, milhares de espermatozoides em torno do óvulo até que um deles penetre aleatoriamente e ocorra a fecundação.

ICSI

Neste caso, a fertilização é feita por meio de uma injeção intracitoplasmática do espermatozoide (ICSI). O espermatozoide mais apto é selecionado e injetado diretamente no óvulo com uma agulha bem fina. Indicada, especialmente, em casos de alteração moderada ou grave do espermograma.

4. Super ICSI

Trata-se de um procedimento semelhante à ICSI convencional, porém utiliza-se de uma técnica mais avançada para a seleção do espermatozoide. Por meio de um moderno sistema de alta resolução óptica, é possível analisar o gameta sob um aumento microscópico muito maior, tornando a avaliação da forma celular e a escolha do espermatozoide a ser injetado no óvulo, mais criteriosa.

O uso dessa técnica pode potencializar, significativamente, os resultados. É indicado em casos de fator masculino grave, dificuldades na implantação embrionária, abortos de repetição e fragmentação do DNA espermático anormal, por exemplo.

5. Doação de óvulos

Solução indicada quando por alguma razão — idade avançada, menopausa precoce ou outros problemas — a mulher deixa de produzir óvulos ou os tenha em quantidade e qualidade muito reduzida.

Nesse caso, os óvulos de uma doadora anônima são fecundados pelo sêmen do parceiro, através do processo de fertilização in vitro já descrito anteriormente. A mulher recebe apenas um tratamento hormonal para que seu corpo esteja pronto para receber o embrião.

6. Doação Temporária de Útero

Esse é o método utilizado quando a mulher, mesmo produzindo óvulos viáveis, não é pode gestar seu bebê. Isso pode ocorrer por ausência ou má formação uterina, ou mesmo pela presença de doença grave que contraindique a gestação, oferecendo risco de morte à gestante.

Dessa maneira o casal poderá gerar filhos com seu patrimônio genético. A fecundação é realizada in vitro, com a união dos óvulos e espermatozoides da mãe e do pai, no entanto, o embrião é transferido para o útero de outra mulher.

Assim como ocorre na doação de óvulos, a mulher que recebe o embrião precisa tomar medicação hormonal que promova o espessamento do endométrio, preparando o útero para que ocorra a implantação.

7. Doação de Espermatozoides

Quando há azoospermia — ausência de espermatozoides — o casal pode recorrer a um Banco de Sêmen. Uma amostra de esperma será utilizada para fecundação, que pode ser realizada por meio de fertilização in vitro ou por inseminação artificial, dependendo da fertilidade da mulher.

Casais homoafetivos femininos e mulheres que não possuem parceiros (produção independente) também recorrem a banco de sêmen para obter espermatozoides para seu tratamento.

Como vimos, são muitas as opções à disposição da medicina reprodutiva. De acordo com o diagnóstico e histórico de cada um, é possível escolher a melhor opção que poderá ser aplicada isoladamente ou em associação com outros tratamentos para aumentar as chances efetivas de se conseguir a gravidez.

Dessa maneira, é importante que o casal que busca auxílio na reprodução assistida receba atendimento em centros de atendimento personalizado, desde o momento do diagnóstico à escolha e acompanhamento do tratamento adequado.

Se você se interessa por este assunto, não deixe de ler também sobre as Novas regras da reprodução assistida no Brasil.

Mariana Rufato

Mariana Rufato

Bióloga formada pela Universidade de São Paulo -USP
CRBio 683386/01
Mariana Rufato
Compartilhe com seus amigos
Bióloga formada pela Universidade de São Paulo -USP
CRBio 683386/01
março 5, 2018 | Mariana Rufato | 20 comentários

20 respostas para “Conheça 7 tipos de tratamentos para engravidar disponíveis no Brasil”

  1. Gerusa disse:

    Olá esse tratamento Doação temporária do útero quem pode estar fazendo,não tenho útero só tenho ovário é trompas e tb já tenho 44 anos tb não sei se dá pra fazer ,desde já agradeço.

  2. Adriana disse:

    Sou laqueada,já fiz vários exames passei pelo médico especialista só posso fazer o tratamento de fertilização em vitro, gostaria de saber os valores de vcs e se minha idade posso fazer tenho 38,anos

    • CEFERP disse:

      Oi Adriana,

      Obrigada pelo contato. Nossa equipe do atendimento vai entrar em contato por e-mail, mas se quiser falar com elas nosso atendimento é diariamente das 8h às 20h, presencialmente ou pelos telefones:
      (16) 99302-5532 (WhatsApp)
      (16) 3877-7789
      (16) 3877-7784

      Atenciosamente,

      Equipe CEFERP

  3. lucineide disse:

    oi meu nome é lucineide tenho 37 e tenho um microadenoma hipofisario e já fiz tratamento para isso mas no meio do tratamento engravidei e tive um aborto espontâneo e fiquei traumatizada e abandonei o tratamento do microadenoma,será que ainda tenho chance de ter filho?

    • CEFERP disse:

      Oi Lucineide,

      Obrigado pelo contato, para saber suas chances apenas com uma consulta com o médico especialista, para que ele possa solicitar exames, avaliar sua fertilidade.

      Se quiser agendar uma consulta com nosso especialista entre em contato conosco: (16) 99302-5532 (WhatsApp) ou se preferir:
      (16) 3877-7789
      (16) 3877-7784
      ceferp@ceferp.com.br

      Atenciosamente,

      Equipe CEFERP – Centro de Fertilidade de Ribeirão Preto

  4. Lindiana disse:

    Oi gostaria de saber como vcs pode mim diz o preço da inseminação tivi dois filho parto normal aí diz laqueadura mais mim arrependi mim ajuda

    • CEFERP disse:

      Oi Lidiana,
      Obrigada pelo contato.
      Temos um vídeo em nosso canal do Youtube que fala sobre tratamento para quem fez laqueadura: https://youtu.be/LAcqr0RPxIg.
      Para saber o valor do tratamento é necessário passar por consulta com o médico especialista.
      Caso queira agendar uma consulta conosco seguem nossos contatos:
      (16) 99302-5532 (WhatsApp)
      (16) 3877-7789
      (16) 3877-7784
      ceferp@ceferp.com.br

      Atenciosamente,

      Equipe CEFERP – Centro de Fertilidade de Ribeirão Preto

  5. José disse:

    Quanto custa o método super ISCI?
    Isso levando em consideração que os dois indivíduos tenham esperma e óvulos em estados satisfatórios.
    Eu tenho 54 e fiz espermograma e segundo meu uro eu tenho Boa dosagem . E minha esposa tem uma filha do 1° casamento e tem 43 anos e segundo a médica dela tem chances de engravidar naturalmente após correção da tireoide que está com indic 3.4 e teria que ir para 2.alguma coisa para não ter risco de aborto espontâneo.
    Logo e certo que faríamos testes aí também mais eu queria compará os presos aproximados de vcs aí com os daqui do Rio para saber se vale a pena irmos aí fazer.

    • CEFERP disse:

      Oi José,

      Obrigado pelo contato, solicitei a nossa equipe de atendimento que estre em contato por e-mail com maiores informações.

      Caso queira falar conosco, seguem nossos telefones:
      (16) 99302-5532 (WhatsApp)
      (16) 3877-7789
      (16) 3877-7784

      Atenciosamente,

      Equipe CEFERP – Centro de Fertilidade de Ribeirão Preto

  6. CARLOS disse:

    minha esposa tem 26 anos e eu tenho 40 estamos a mais ou menos 5 meses tentando engravidar, visto que ela tomava anti-concepcional a 10 anos isso tem alguma interferência?

    • CEFERP disse:

      Oi Carlos,
      Obrigado pelo contato.
      Ainda é cedo para se preocupar, sua esposa é jovem, se não há históricos de doenças (como SOP e endometriose para ela, varicocele para você), vocês podem continuar as tentativas por até 12 meses sem que haja necessidade de procurar um profissional especialista em Reprodução Humana.
      Entenda melhor em nosso e-book: https://www.ceferp.com.br/ebook-fertilidade-casal
      Atenciosamente,
      Equipe CEFERP

  7. Marcelo disse:

    Boa tarde tudo bem eu tenho 31 anos e meu marido 26 estamos tentando engravidar a quase 2 anos e meio e nada já fizemos muitos exames e nada justifica e gostaríamos de saber mais sobre a in vitro se vale a pena quais as chances s valores do tratamento

    • CEFERP disse:

      Oi Marcela,

      O mais indicado para tirar suas dúvidas é uma consulta com o especialista, ele pode avaliar os exames feitos, solicitar novos exames se for necessário, passar informações sobre o tratamento da FIV e até valores envolvidos no tratamento.

      Se tiver interesse em agendar uma consulta conosco seguem nossos contatos:
      (16) 99302-5532 (WhatsApp)
      (16) 3877-7789
      (16) 3877-7784
      ceferp@ceferp.com.br

      Atenciosamente,

      Equipe CEFERP – Centro de Fertilidade de Ribeirão Preto

  8. Olá, gostaria de saber qual procedimento seria melhor ao meu caso, tendo em vista a idade, 50 anos…

    • CEFERP disse:

      Oi Ana Keila,
      Obrigado por seu contato, nestes casos é necessário passar por uma avaliação com o especialista.
      Entre em contato conosco, agende uma consulta para tirar suas dúvidas.
      Seguem nossos contatos:
      (16) 99302-5532 (WhatsApp)
      (16) 3877-7789
      (16) 3877-7784
      ceferp@ceferp.com.br

      Atenciosamente,

      Equipe CEFERP – Centro de Fertilidade de Ribeirão Preto

  9. Adélia Rosimeire Greco da silva disse:

    Tenho 43 anos mendtruo normal qial o método mais indicado

    • CEFERP disse:

      Oi Adélia,
      Obrigado pelo seu contato, para responder sua dúvida é necessária uma avaliação médica, com exames, histórico clínico, dentre outros.

      Se quiser agendar uma consulta com nossos especialistas, seguem nossos contatos:
      (16) 99302-5532 (WhatsApp)
      (16) 3877-7789
      (16) 3877-7784
      ceferp@ceferp.com.br

      Atenciosamente,

      Equipe CEFERP – Centro de Fertilidade de Ribeirão Preto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa Newsletter
Seja o primeiro a receber nossas dicas e novidades.a Cadastre-se agora para receber nossa newsletter.


Avaliação da Fertilidade Feminina
Saiba seu período fértil
Saiba mais sobre a fertilidade do casal