7 séries sobre fertilidade e tratamentos

7 séries sobre fertilidade e tratamentos

7 séries sobre fertilidade e tratamentos

Sonhar Juntos

Quem não gosta de uma série? Acompanhar a vida dos personagens ao longo dos episódios faz com que a gente também se sinta parte da história. Ainda mais quando as séries abordam temas que vivemos no nosso dia a dia, como as questões da fertilidade e a busca pelo sonhado bebê.

Por isso, selecionamos 7 séries que tratam sobre o assunto de alguma maneira e fazem com que a gente sinta todas as emoções junto aos personagens. Mas atenção: há vários spoilers ao longo do texto.

 

Grey’s Anatomy

A famosa série de drama médico aborda a questão da fertilidade com os personagens Izzie Stevens e Alex Karev. Ao ser diagnosticada com um melanoma, na 5ª temporada, Izzie e Alex decidem congelar embriões gerados a partir de seus óvulos e os espermatozoides de Alex para preservar a fertilidade dela durante o tratamento.

Na temporada seguinte Izzie deixa a série e não temos mais notícias dela até a 16ª temporada, quando Alex entra em contato com ela em relação ao julgamento de Meredith, na ocasião ele descobre que ela está morando em Kansas e que teve dois filhos gerados a partir dos embriões congelados anteriormente.

Este é o motivo pelo qual o personagem Alex Karev deixa a série: para se reunir com sua família, fruto de tratamento de fertilização in vitro.

The Mindy Project

A série gira em torno de Mindy Lahiri, uma talentosa ginecologista obstetra que divide a clínica com outros médicos que não ajudam a deixar a vida da protagonista mais fácil.

Em meio às tentativas de encontrar equilíbrio na vida, Mindy apresenta temas sensíveis ao mundo feminino, dentre eles o congelamento de óvulos.

O assunto é abordado de forma engraçada na viagem de “férias de primavera” em Nova York, criada pela médica na tentativa de divulgar sua prática de preservação da fertilidade para mulheres em idade universitária.

Mindy enquadra o assunto como uma oportunidade de passeio e diz às mulheres participantes que a decisão de congelar os óvulos lhe dará mais tempo para encontrar o parceiro certo.

This is Us

A série aborda a vida de uma família composta por 3 filhos, Kate, Kevin e Randall, a partir do dia de seu nascimento.

Na 2ª temporada Kate descobre estar grávida do companheiro Toby. Receosa, ela espera para contar à família sobre a gravidez. Assim que se sente segura para falar sobre a novidade, ela sofre um aborto.

Na temporada seguinte à perda do bebê, Kate e o marido decidem buscar por uma fertilização in vitro, acompanhamos toda sua trajetória, desde a primeira consulta até a chegada do positivo na primeira tentativa.

This is Us aborda vários temas relacionados à infertilidade feminina, como a idade, a obesidade e a Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP), fatores que a personagem Kate tem de lidar ao longo da série.

Parenthood

A história da família dos Braverman é o centro de atenção da série. A família enfrenta diversos problemas, mas cada um sempre pode contar com o apoio de cada membro para superar os desafios.

Dentre os Braverman estão Julia e seu marido, Joel, que já têm um filho e decidem tentar outro, apenas para descobrir que ela tem cicatrizes uterinas de sua primeira gravidez e não poderá engravidar espontaneamente de novo.

A série aborda de forma franca situações que casais na tentativa de engravidar passam no dia a dia, como sincronizar o sexo para uma janela de ovulação, a dificuldade de entregar uma amostra de esperma, a ansiedade, a excitação e a decepção em torno dos testes de fertilidade, o estresse emocional e a infertilidade secundária como um todo.

Friends

A famosa série que conta a história de seis amigos que moram em Nova York também fala sobre infertilidade e tratamentos de reprodução humana assistida.

Ao longo das dez temporadas, duas histórias de infertilidade são abordadas. Monica e Chandler, que não conseguem engravidar espontaneamente, procuram ajuda médica e descobrem que não podem ter filhos, mas decidem adotar. E Phoebe, personagem solteira e sem filhos, que decide servir de barriga solidária para o irmão e a cunhada.

A série, lançada em 1994, ajudou a introduzir os temas de infertilidade, adoção e barriga solidária na mídia convencional.

Sex and the City

Quatro amigas e suas histórias de vida profissional, pessoal e amorosa. Esse é o enredo da série, que traz Charlotte, personagem que sofre para conseguir engravidar.

Ela tenta de tudo, desde acupuntura, calendário de ovulação à FIV, e eventualmente se separa do primeiro marido. Depois se casa novamente e decide adotar. Nos filmes gravados posteriormente ao fim da série, ela consegue realizar o desejo de ser mãe e engravida de forma espontânea.

A série se destaca por conseguir mostrar, por exemplo, o comportamento de Charlotte em relação a amigas e pessoas estranhas que engravidam com facilidade. Outro ponto de destaque é a forma como a personagem faz as pazes com uma vida que parece ser diferente do planejado.

 Being Mary Jane

Uma bem-sucedida jornalista e âncora de televisão, que tem uma vida pessoal e amorosa bastante bagunçada. Esse é o enredo da série. Ao longo das temporadas, o público acompanha a luta de Mary Jane contra a infertilidade.

A protagonista passa por situações desde “roubar” o esperma de seu ex-namorado, fazer um ciclo de congelamento de óvulos como parte de um segmento de notícias (e ouvir ao vivo na TV que não ia bem), até finalmente buscar a fertilização in vitro com esperma de um doador, realizando o sonho da maternidade de forma independente.

Gostou da lista de séries que separamos para você? Já assistiu alguma delas? Não deixe de compartilhar este texto com as suas amigas e depois conferir nosso post com os 5 filmes sobre tratamentos de reprodução humana que você precisa assistir.

mm

CEFERP

A clínica de Reprodução Humana do Centro Médico RibeirãoShopping
Perfil no Linkedin

Deixe um comentário

Perfil no Doctoralia
Perfil no Doctoralia