Quanto custa a fertilização in vitro? 6 fatores que influenciam o preço

Quanto custa a fertilização in vitro? 6 fatores que influenciam o preço

Quanto custa a fertilização in vitro? 6 fatores que influenciam o preço

Muitos casais que buscam técnicas de reprodução assistida para realizar o sonho de serem pais se perguntam quanto custa a fertilização in vitro. De maneira geral, é caracterizada pelo desenvolvimento do embrião em laboratório, em condições específicas para que possa ser transferido ao útero da mulher e tentar alcançar a gravidez. Todo o processo possui diferentes etapas e envolve diversas equipes: médicos, laboratório e enfermagem.

A infertilidade é definida pela persistência na dificuldade para engravidar após 12 meses de tentativas sem métodos contraceptivos. Tal condição pode acontecer por problemas na mulher, no homem, no casal ou não ter causa aparente. No entanto, é possível fazer uma investigação em busca de identificar a origem do problema para solucioná-lo. Em muitos casos, a ICSI (Injeção Intracitoplasmática de Espermatozoides) é apontada como a melhor alternativa de solução.

Diante desse contexto, para aumentar as chances de sucesso, é importante procurar uma clínica especializada no assunto. Há pessoas que determinam o preço como fator primordial para escolher a clínica em que farão o tratamento, mas é pertinente ressaltar que ele pode variar em função de diversos fatores.

Para você entender melhor esse aspecto, neste post, listamos 6 das principais questões que mais influenciam os valores da fertilização in vitro. Continue a leitura e saiba mais!

1. Tecnologia

Quando surgiu, há mais de 40 anos, a fertilização in vitro consistia na colocação do óvulo e dos espermatozoides em uma placa para que a fecundação acontecesse de maneira aleatória. Essa técnica é conhecida como FIV Clássica.

Anos depois, na década de 90, surgiu a técnica da ICSI, que consiste na seleção do espermatozoide para injetá-lo com uma agulha fina dentro do óvulo por meio de um microscópio com micromanipuladores.

Já a SUPER ICSI, implementada nos anos 2000, é uma evolução da ICSI na qual um sistema de alta resolução óptica acoplado ao microscópio no laboratório é utilizado. Dessa maneira, é possível aumentar a imagem dos espermatozoides em 6.300 vezes. Para ter um microscópio que faça essa avaliação morfológica, é necessário que o laboratório invista em equipamento e treinamento da equipe que vai utilizá-lo.

Além disso, há outros equipamentos que possibilitam melhor avaliação embrionária, como o TimeLapse dos embriões. Esse aparelho permite a avaliação de todo o desenvolvimento dos embriões, com elaboração de gráficos de evolução embrionária. Essa é uma ferramenta recente, surgida há menos de 10 anos, e há pouquíssimas clínicas no Brasil que a possuem e a utilizam de rotina.

No laboratório, é possível usar materiais de menor ou melhor qualidade. Normalmente, os melhores materiais apresentam os maiores custos. E a diferença é muito grande quando utilizamos os melhores materiais em todos os processos da fertilização in vitro. Sabemos que a escolha dos materiais é fundamental para que os melhores resultados sejam obtidos, e não poderia ser diferente. Afinal, estamos lidando com algo muito precioso: os embriões.

2. Avaliação Genética

O PGT (teste genético pré-implantacional) é um exame que visa avaliar alterações gênicas ou genéticas no embrião antes da transferência para o útero.

O exame PGT-A (que avalia aneuploidias no embrião) faz um rastreamento de alterações genéticas mais frequentes nos embriões, tais como Síndrome de Down, Patau, Edwards, dentre outras. Já o PGT-M é indicado para casais que possuem histórico de doenças genéticas na família com alto risco de transmissão para seus filhos. Nesses casos, os embriões são avaliados para essas doenças específicas.

Para que seja possível realizar a avaliação genética, é preciso fazer uma biópsia do embrião, retirando algumas células que não prejudicam seu desenvolvimento. Apenas profissionais treinados, com muita experiência e com equipamentos de última geração, conseguem executar essa biópsia corretamente, com resultados que não comprometam o desenvolvimento dos embriões.

3. Segurança: infraestrutura, certificações e acreditações

A estrutura do local onde você vai realizar sua fertilização in vitro também tem influências diretas sobre o preço praticado. Quando a clínica possui laboratório próprio, deve-se considerar que houve um alto investimento no espaço físico. Além disso, é necessária uma manutenção constante desse espaço, a fim de mantê-lo nas condições estabelecidas pelos órgãos reguladores do país.

Você já se perguntou onde estão os embriões quando você está em sua casa? Eles estão em um local com segurança e brigada de incêndio 24 horas? Qual a segurança para você em sua casa e dos embriões na clínica? Assim como em um condomínio fechado, manter os embriões seguros tem um custo, que deve ser considerado. Qual o local mais seguro para seus embriões?

Além disso, para se tornar referência, não basta oferecer bons serviços, como comodidade, segurança no centro cirúrgico, privacidade etc. É importante investir em ferramentas oficiais, que comprovem a real eficiência e a segurança da clínica. Para isso, existem alguns selos de qualidade que atestam a capacidade da empresa.

A certificação ISO, muito conhecida, é utilizada por empresas dos mais diversos setores. Já para o setor de saúde, a referência máxima é a Certificação de Qualidade Internacional. O Qmentum é uma delas e é aplicada em mais de 30 países e também no Hospital Sírio-Libanês. Ter uma acreditação internacional envolve um investimento altíssimo, tanto em termos de valores quanto em tempo da empresa para se adequar às exigências para receber o certificado.

O CEFERP é a única clínica de Reprodução Humana da América Latina com Certificação Internacional Qmentum.

4. História: consistência dos resultados e da equipe

Se a qualidade do espaço, dos equipamentos e dos materiais são levados em conta, o que dizer então dos profissionais envolvidos no processo? Lembre-se de que a fertilização in vitro não depende de um único profissional, mas sim da atuação de toda uma equipe que visa oferecer os melhores resultados. Esse time de profissionais deve ser altamente qualificado. São médicos, enfermeiros, embriologistas, psicólogos, técnicos e auxiliares de enfermagem que trabalham para que você tenha o resultado que sonhou: a gravidez.

Contar com um atendimento especializado e profissionais diferenciados certamente tem um custo. É por isso que nível de formação, treinamentos, congressos e cursos extras dos profissionais fazem toda a diferença quando o assunto é sucesso em procedimentos de reprodução assistida. Além disso, contar com apoio psicológico por parte dos profissionais também é crucial para ter um tratamento bem-sucedido.

A manutenção da mesma equipe também é parte do sucesso de uma clínica. São profissionais de muitos anos atuando no setor, em melhoria contínua para que se entregue a melhor experiência durante a caminhada até a gravidez.

5. Tipos de estimulação ovariana

Há diversos tipos de estimulação ovariana, com vários medicamentos que podem ser utilizados. Contudo, quando avaliamos a questão financeira, podemos separar, principalmente, em dois grupos de estimulação: estimulação padrão com medicamentos injetáveis e estimulação com medicamentos orais (tomados pela boca).

As estimulações padrões com medicamentos injetáveis são a escolha da maior parte das clínicas do mundo. Esse tipo de estimulação permite aos médicos definir os medicamentos que otimizem a resposta ovariana, fazendo com que se possa ter mais óvulos e mais chances de gravidez em um único ciclo de fertilização in vitro. É a mais descrita na literatura e é utilizada há muitos anos na reprodução assistida. Contudo, os medicamentos injetáveis são dispendiosos e encarecem o tratamento em um primeiro momento.

As estimulações com medicamentos tomados pela boca não são a escolha da maior parte das clínicas e possuem resultados, muitas vezes, inferiores em termos de óvulos captados quando comparamos com a estimulação padrão. Além disso, há uma chance bem maior de cancelamento de ciclos.

Portanto, há economia com a estimulação mais em conta no primeiro momento. Entretanto, podem ser necessárias mais estimulações e mais tratamentos quando comparamos com a estimulação padrão. Ou seja, muitas vezes, o barato pode sair mais caro.

6. O que está incluso no valor do tratamento

Essa é uma questão muito importante para quem vai passar pela FIV. Algumas clínicas incluem medicamentos em seus valores, outras cobram separadamente por ultrassons, congelamento de embriões excedentes (inclusive variando o valor pela quantidade de embriões) e anestesistas. Entenda o que está incluso, pois, às vezes, os itens “extras” acabam encarecendo o valor final.

No CEFERP, por exemplo, os medicamentos não estão inclusos. No entanto, você não pagará nada mais pelo tratamento. Tudo estará acertado antes do início do tratamento, sem sustos, de forma clara e com contrato explicando corretamente os gastos envolvidos. Comparar clínicas que adotam condutas diferentes quanto a isso certamente resultaria em uma análise incoerente. Assim que consultar os valores, você deve informar-se melhor sobre essa questão. Se deseja fazer esse comparativo, é necessário saber todos os itens que participam do preço de cada clínica.

Portanto, antes de questionar quanto custa a fertilização in vitro, é importante analisar os benefícios oferecidos por cada clínica, o local, a equipe médica envolvida e quais itens estão inclusos. Dessa forma, será possível fazer uma escolha consciente e não baseada somente na questão financeira.

Se você deseja saber mais sobre tratamentos de reprodução assistida, entre em contato conosco e conheça nosso trabalho!

mm

Marcelo Rufato

Embriologista Sênior e Diretor dos Laboratórios do CEFERP
Perfil no Linkedin

Comentários (16)

  • Avatar

    Simone Lima de Oliveira

    |

    Quero muito ser mãe, mas não tenho condições no momento de pagar um tratamento, por favor me ajudem pois já tenho 34 anos.

    Reply

    • mm

      CEFERP

      |

      Oi Simone,

      Obrigado pelo seu comentário. Uma maneira de viabilizar conosco seria pelo programa de doação compartilhada de óvulos Sonhar Juntos – https://ceferp.com.br/tratamentos/sonhar-juntos/. Leia as informações e faça seu cadastro.
      Boa sorte e conte conosco.
      Atenciosamente,

      Equipe CEFERP – Centro de Fertilidade de Ribeirão Preto

      Reply

  • Avatar

    Cleonice Souza

    |

    Há quase dois anos atrás fiz uma fertilização que não deu Certo .tive 7 embriões mas eles foram parando de se desenvolver e acabou ficando só dois p colocar em mim mas estes eram de 3 dias e não se implantaram.o médico não soube me dizer porque isso aconteceu.Eu fui diagnosticada como infertilidade causa não aparente faz 12 anos que estou tentando engravidar de forma natural então optei pela fiv mas não deu Certo.tenho medo de fazer e dar errado de novo.isso pode acontecer?meu marido não tem nada só deu baixa na qualidade dos espermatozoides.Boa noite.

    Reply

    • mm

      CEFERP

      |

      Cleonice,
      Obrigado pelo seu comentário.
      Para o seu caso é necessária uma avaliação mais profunda, pois diferentes fatores determinam o sucesso do tratamento.
      Se quiser entender melhor sobre o assunto temos um post sobre sucesso do tratamento. Confira: https://ceferp.com.br/blog/por-que-a-minha-fiv-nao-deu-certo-descubra/

      Caso queira agendar uma consulta com nossos especialistas, seguem nossos contatos:
      (16) 99302-5532 (WhatsApp)
      (16) 3877-7789
      (16) 3877-7784
      [email protected]

      Atenciosamente,

      Equipe CEFERP – Centro de Fertilidade de Ribeirão Preto

      Reply

  • Avatar

    mari

    |

    Olá, tenho 42 anos, com quadro de endometriose estabilizado, porém, diagnosticada com inicio de menopausa, Quero engravidar, mas tenho medo por conta da idade gerar má formação do embrião. Seria possível fazer FIV com exame dos 5 cromossomos? Acha que eu tenho chance de engravidar ou melhor desistir

    Reply

    • mm

      CEFERP

      |

      Oi Mari,

      Obrigado pelo seu comentário. Na fertilização in vitro existe a possibilidade de avaliação genética do embrião, o que avalia se o embrião tem algum tipo de alteração genética. Para entender melhor sobre o assunto: https://ceferp.com.br/blog/analise-genetica-do-embriao/
      Esperamos ajudar.
      Atenciosamente,

      Equipe CEFERP – Centro de Fertilidade de Ribeirão Preto

      Reply

  • Avatar

    Cesar

    |

    Bom dia, minha mulher ficou grávida a pouco tempo, mas infelizmente o embrião se alojou na trompa o que ocasionou rompimento e perca do bebe.
    Ela está com muito medo de engravidar e acontecer novamente, conseguem me indicar qual melhor tratamento ou maneira dela engravidar?
    seria nosso primeiro filho(a).

    Reply

    • mm

      CEFERP

      |

      Bom dia Cesar,
      Obrigado pelo seu contato e sentimos pela sua perda.
      É importante que você e sua esposa passem por uma consulta com o especialista para que ele possa tirar todas as suas dúvidas, mas se quiser entender um pouco melhor porque isso acontece e se a reprodução humana pode auxilar acesse este texto aqui do blog: https://ceferp.com.br/blog/gravidez-ectopica/.

      Caso queira agendar uma consulta com nossos especialistas, seguem nossos contatos:
      (16) 99302-5532 (WhatsApp)
      (16) 3877-7789
      (16) 3877-7784
      [email protected]

      Atenciosamente,

      Equipe CEFERP – Centro de Fertilidade de Ribeirão Preto

      Reply

  • Avatar

    FAUSTO OLIVEIRA

    |

    Oi boa tarde!
    Gostaria de informações, fiz vasectomia a 9 anos atrás, e gostaría de ter um outro filho, então primeiro, gostaria de saber se é possível fazer uma retirada de esperma dos testículos e realizar esta inseminação e escolher o sexo, visto que queremos uma menina. Minha esposa é bem fértil, visto que não precisaria de tratamento para que a mesma pudesse receber esta fecundação.

    Muito obrigado!

    Reply

  • Avatar

    Rafael

    |

    Boa noite minha esposa opero faz 6 anos e agora quero ter um filho com ela queria saber como e tratamento e sai caro sou de SP zona sul

    Reply

    • mm

      CEFERP

      |

      Oi Rafael,
      Obrigado pelo seu comentário, para valores é necessário passar por consulta com o especialista para que o casal seja avaliado e definido qual será o tratamento, mesmo ela tendo laqueadura é necessário uma avaliação da reserva ovariana e da sua saúde reprodutiva também.
      Somos de Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Caso queira agendar uma consulta com nossos especialistas, seguem nossos contatos:
      (16) 99302-5532 (WhatsApp)
      (16) 3877-7789
      (16) 3877-7784
      [email protected]

      Atenciosamente,

      Equipe CEFERP – Centro de Fertilidade de Ribeirão Preto

      Reply

  • Avatar

    MONICA

    |

    Bom dia,
    Meu Marido e eu estamos tentando engravidar ha 2 anos e fomos fazer vários exames e foi diagnosticado que a dificuldade esta nele comigo esta tudo normal, fizemos recentemente um Morfologia estrita de Kruger que o resultado foi de 1%
    poderiam pelo menos informar como devemos proceder, valor e qual o ponto de partida?

    Reply

  • Avatar

    Bruno

    |

    Ola,
    Eu e minha esposa estamos tentando ter filhos, porém tenho problemas de baixa contagem e motilidade. Como ela já tem 38 anos e a FIV é muito cara pra nós, gostaríamos de saber sobre o programa de doação de embriões. Vocês fazem este procedimento? Como devemos proceder?

    Reply

    • mm

      CEFERP

      |

      Oi Bruno,

      Obrigado pelo seu comentário.
      Para te explicar como funciona a adoção de embriões é recomendado passar por consulta com um especialista, assim ele pode explicar o processo, quais são os passos e valores envolvidos.

      Caso queira agendar uma consulta com nossos especialistas, seguem nossos contatos:
      (16) 99302-5532 (WhatsApp)
      (16) 3877-7789
      (16) 3877-7784
      [email protected]

      Atenciosamente,

      Equipe CEFERP – Centro de Fertilidade de Ribeirão Preto

      Reply

Deixe um comentário

Perfil no Doctoralia
Perfil no Doctoralia